Língua portuguesa e o boato na rede

Em 7 de  fevereiro, celebrou-se  o  Dia da  Segurança  na  Internet. Na data, não   publiquei nada  aqui no  Conversa de  Português,  pois  o   blog estava sendo migrado de  serviço de hospedagem e eu não  podia  fazer  nenhum  tipo de  alteração.   A data  passou  e  eu  achei  que   não  valia  mais  a  pena  tocar no  assunto. Hoje,   dia 21, uma  olhadinha  no  Facebook fez-me mudar de  ideia.  Talvez , o   leitor do CP  pense: “Mas  o  que  tem  a  ver  segurança  na  internet com  língua  portuguesa?”.  Tudo! Órgãos como o  Safer.net já  alertaram  que  uma das  características  do  spam  são os  “erros de  português”!

Na internet, as  notícias  falsas se  espalham  mais  rápido  do  que as  verdadeiras e úteis. Há   alguns  dias,  circula  naquela  rede  social o   boato de  que,  assim  como acontecera  no  primeiro ano do governo Collor,  os  titulares de  conta  poupança   teriam  suas  economias  confiscadas.   Eu   vi   vários  textos de  divulgação e somente  um deles   já   somava  mais de  cinco mil  compartilhamentos.

CAIXA
Essa imagem foi compartilhada cerca de 5.000 vezes no Facebook!

Boato é a divulgação de   uma  notícia sem   fundamento,  geralmente   baseada  em   informações  incompletas  e  oriundas  de  fontes   pouco ou  nada  confiáveis. Na   internet,  ele  é  chamado de  hoax,  pois  o   objetivo  é  propagar a notícia  falsa  a  um número cada  vez  maior de  pessoas. É  o   velho e  conhecido Spam!   O   Comitê  Gestor de  Internet do  Brasil  traz  em  seu site  algumas  pistas desse  tipo de  publicação:

Boatos (hoaxes) e lendas urbanas. O  discurso utilizado  visa a  sensibilizar  o  leitor.  São  aquelas  histórias mirabolantes sobre  crianças  à  beira da morte,  cujos   pais   receberão  uma  ótima doação se  você encaminhar  a mensagem para todos os seus amigos. Algumas  circulam  na  web  há  muitos  anos.

Correntes (chain letters). São aquelas   mensagens que vêm junto com a recomendação  “Envie para  todos  os  seus amigos”, “Você  precisa  enviar isto  para  um número  X de  pessoas”, “não  quebre essa corrente”, “prove o  quanto  somos amigos”.  Parece  que  esse  tipo de  incômodo  –  eu   fico  irritada  quando  recebo algo   assim  –   também chegou  ao  Whatsapp.

Texto ruim. Uma  das  características do  spam  é o  fato de que, na  maioria das  vezes,  o texto é  muito  mal escrito   –   e  isso   envolve  vários  aspectos  da produção textual!  O  site   Safer.net  também já  alertou  para  esse  “detalhe”.   Observe   de   novo  a  imagem  que circula  no   Facebook;  eu  marquei apenas os   sete  erros   mais óbvios  do  texto:

Erro CAIXA

1. O que  está  “sendo  promovida”?  Nem  dá para   afirmar  que   houve  aqui   um erro de  concordância  nominal,  pois o caos é tão grande que  o  adjetivo promovida  não  se  relaciona  a  mais  nada  no  texto. O  problema  é a  coesão  mesmo!

Confira   nossos  textos  sobre  Concordância.

2.  “Federção dos  Estados  do Brasil”.  Além da  ortografia equivocada, há  um  outro  erro:  o  órgão  regulador  do bancos  brasileiros   é  a  FEBRABAN –   Federação Brasileira  de  Bancos.   A  instituição  não  tem  prerrogativas  legais  para  confiscar nada!

3. “…por   motivo  economico…” / “gerencia  nacional do Brasil” – A acentuação  gráfica dessas  palavras  não   foi  alterada com o  Acordo  Ortográfico!

Saiba  o  que   foi  alterado  na   nova  ortografia da  língua  portuguesa!

4. “Entre  17/02/2015 sem determinação de   volta”.  O  leitor  vê  “entre  17/02…” e imagina  que  o  resto   do  prazo  aparecerá  na   sequência, o  que   não acontece.  Alguém   achou a coerência  dessa  frase? Se   não   há  previsão, então  o texto deveria  ser  “A  partir de  17/02,  sem  previsão de  volta.”

5. “Aqueles  que  tiver…” .  O   uso do infinitivo pessoal acarreta  algumas  dúvidas, mas   aqui  cabe a  flexão:  aqueles que  tiverem.

Veja  os  usos do infinitivo.

6. “Aqueles  que  tiver dúvidas  Procure   seu gerente”.  O   uso  das  iniciais  maiúsculas está  previsto  na   gramática normativa,  mas  há  alguns  casos  em  que  elas  são usadas  apenas  por   estilo; é   uma das  características,  por  exemplo,  dos  textos do  Simbolismo, movimento   literário do século XIX.

Saiba  como   usar  as  iniciais  maiúsculas.

7. Preciso dizer  alguma coisa? Preciso!  O   infeliz   que  montou a  imagem  não sabe o  nome  do banco!

Segurança  na   web  é  coisa  séria e precisamos   ficar  atentos!  No caso descrito, não temos  uma   possibilidade de  infestação dos   nossos  computadores nem roubo de  senhas  –  como   costuma acontecer em   falhas  de  segurança-, mas aqui  o  alerta  é  sobre a  leitura  atenta de  um texto  que   visa a  espalhar o   pânico e  a  preocupar as pessoas sem a  menor  necessidade! Vale  lembrar  que o  Ministério da Fazenda  já divulgou nota  sobre esse hoax. Para ler  o texto   oficial,   clique  AQUI  (Atenção:  será  aberto o   documento em   PDF, disponibilizado pelo Ministério. Não há  no site do  MF  link para leitura  diretamente no navegador).

Fonte de  pesquisa:

Hoax, os  perigos dos boatos  na   internet

O  que  é  Spam?

Andréa Motta

Professora de Língua Portuguesa e Literatura no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. Professora voluntária de Língua Portuguesa e Redação no Pré-vestibular Comunitário Padre José Maurício Nunes Garcia.