O que são verbos abundantes?

Verbos  abundantes são aqueles que têm duas ou  mais  formas equivalentes, ainda que uma delas aos poucos deixe de ser empregada. É o caso do  verbo  haver em suas formas havemos/hemos, em que a segunda é pouco utilizada. Na portuguesa, os exemplos mais  numerosos de abundância se dão  no particípio.

Os particípios da língua portuguesa podem  apresentar duas formas: uma regular (terminada em -ado/-ido) e uma irregular (como em feito, salvo). Os particípios regulares são  usados na  voz ativa, com os   verbos  auxiliares  ter  e haver.

Os particípios irregulares são usados  na voz passiva, com os verbos auxiliares ser, estar e ficar.

Os políticos foram  eleitos pelo  povo.

As apostilas foram  impressas  na gráfica.

Na norma culta,  chegar apresenta apenas o particípio regular: chegado.

Alguns verbos  apresentam  apenas particípios irregulares (escrever, descobrir, cobrir, subscrever, abrir):

Dom Casmurro foi escrito por Machado de Assis.

O Brasil foi descoberto em  1500.

Veja abaixo alguns exemplos de verbos abundantes que possuem dois  particípios.  É sempre  bom lembrar que algumas formas indicadas abaixo não são muito utilizadas no  português usado no  Brasil.

verbos

*As abreviaturas  entre parênteses indicam  se o particípio  é usado com a voz ativa (a.) ou  a voz passiva (p.).

Observe também a conjugação do  verbo  construir, que é abundante em algumas pessoas do  singular e do plural:

Presente do  indicativo: construo, construis (ou contróis), construi (ou constrói), construímos, construís, construem (ou constroem).

Imperativo afirmativo: construa, construi tu (ou constrói tu), construa, construamos, construí, construam.

Leia também no  blog:

O que são verbos defectivos?

O uso do  infinitivo  flexionado

Como usar o gerúndio

Fonte de pesquisa:

BECHARA, E. Gramática Escolar da Língua Portuguesa. 2.ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2010.

CUNHA, C; CINTRA, L. Nova Gramática do  Português Contemporâneo. 5.ed. Rio de Janeiro:  Lexikon, 2008.

Andréa Motta

Professora de Língua Portuguesa e Literatura no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. Professora voluntária de Língua Portuguesa e Redação no Pré-vestibular Comunitário Padre José Maurício Nunes Garcia.

Comentários

  1. eu achei muito bacana pois é muito legal alguém ter um pouco de consideração e não ficar postando coisas idiotas na internet