Como escrever com objetividade?

O texto  publicado em 23 de junho – O que é clareza textual? – apresentava alguns fatores que podem prejudicar a objetividade do texto: ambiguidades, imprecisão  vocabular, pontuação  imperfeita. Há casos em que o autor promove  o boicote ao próprio texto por escrever períodos longos demais ou  com repetição de ideias.  É errado fazer isso?  Não, mas compromete   a clareza,  a coesão,  a coerência e pode ser que o  leitor desista do texto antes de concluir o  parágrafo. Além disso, quem escreve períodos menores corre menos  riscos de errar a pontuação  ou  ser repetitivo.

Evite períodos muito  extensos e  não  seja prolixo.

Antes de entendermos por que razão o  período extenso compromete a clareza do texto, façamos  uma  breve revisão do  que  é  frase, oração e  período.

Frase é  todo enunciado  de sentido completo. Assim, a palavra “Silêncio”, em  um consultório  médico, já constitui uma frase.

Oração é  um enunciado completo que contém um verbo  ou  uma locução  verbal. Assim, “Fique em  silêncio”, é frase e é oração.

Período é  a frase organizada em uma ou mais orações e é encerrado  pelo ponto. Em “Fique em silêncio, pois o  bebê está  dormindo.”, temos uma  frase, duas orações  e um período.

A concisão  é uma virtude, facilita a vida do  leitor e torna o  texto mais elegante. Quando  o  período é extenso demais, o leitor pode se confundir e não conseguir perceber qual é a ideia apresentada.

 

Observe o  período  abaixo, extraído  do  livro Português Instrumental:

 

A partir deste século, o número  cada vez maior, e por isso mesmo, mais alarmante de separações, flagelo irrecuperável da família moderna, tem alarmado as autoridades governamentais, guardiãs perenes do bem-estar social, principalmente, pelas sequelas traumatizantes produzidas nos filhos e pela  decadência da sociedade, tendo  em  vista ser a família o esteio e a célula-mater dessa sociedade. (MARTINS, 2009, p.76)

 

Repare que o parágrafo  acima é  constituído  por um único período de seis linhas  e meia! O autor observa que  “a frase […] contém  uma  série de termos   inúteis que, por só enfeitarem, são plenamente dispensáveis” e  sugere  a seguinte opção  para o exemplo: “O número  cada vez maior de separações  tem alarmado as autoridades governamentais”.

 

Indique o significado das siglas.

 

Nós  sempre achamos  que os nossos leitores “sabem do que estamos falando”, o que é um tremendo  equívoco. Há siglas, cujo significado é bastante difundido, mas   é preciso  ter o cuidado  de informar o significado ao  leitor.  Vejamos  o  trecho  de um artigo  publicado no  Conversa de Português em  25 de março de 2009:

A  fim de  sanar  dúvidas referentes a  este   assunto, os   bibliotecários da   Universidade   Federal  do   Paraná montaram  um   conjunto  de volumes  com as  normas oficiais  para  apresentação de  documentos  científicos, com  base nas  determinações  da  ABNT[…]

Será que  todos os  meus leitores sabem que  ABNT significa Associação  Brasileira de Normas Técnicas? Muitos desconhecem  o significado e eu não  sei se  me agrada a ideia de os leitores saírem  do   blog apenas  para buscar  tal informação.

 

Leia mais no   blog:

O que  é clareza textual?

 

Fonte de pesquisa:

MARTINS, Dileta S; ZILBERKNOP. Português  Instrumental. 28.ed. São Paulo:  Atlas, 2009.

SERAFINI, Maria Teresa. Como escrever textos. 12.ed. São Paulo: Globo, 2004.