Acordo Ortográfico – a Base VI

 

A Base VI  do  Acordo   Ortográfico (dividido em 21 bases ou orientações) trata da  representação das vogais  nasais;  ou  seja,  aquelas  que ressoam pela cavidade nasal durante a corrente expiratória ou, como  dizemos   popularmente, aquelas  que “falamos” pelo  nariz.  Foneticamente  as  representamos  pelos seguintes símbolos [ĩ],[ê], [õ],  [ũ] e estão  presentes em  palavras como pinta,  penta,  pinta, ponta.
Sobre a   representação das   vogais  nasais,  diz  o  texto do Acordo:
1.  Quando  uma vogal  nasal  ocorre  em fim de  palavra,  ou  em  fim  de  elemento seguido de  hífen, representa-se a  nasalidade  pelo   til (~),  se essa   vogal  é  de  timbre  a;  por m se  possui   qualquer  outro timbre e  termina  a palavra;  e  por  n, se  é de timbre diverso de  a e está   seguido de  s: Grã-Bretanha, clarim, tom,  flautim,  semitons.
2.  Os  vocábulos terminados em –ã  transmitem esta  representação do a  nasal   dos  advérbios  em  -mente que deles se   formem:   irmãmente, manhãzinha.
Fontes:
ACORDO Ortográfico da  língua  portuguesa. CUNHA, Celso;  CINTRA, Lindley.   Nova Gramática  do Português  Contemporâneo.  2.ed. Rio de  Janeiro   [s.d.]
 

Andréa Motta

Professora de Língua Portuguesa e Literatura no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. Professora voluntária de Língua Portuguesa e Redação no Pré-vestibular Comunitário Padre José Maurício Nunes Garcia.

Comentários