Este ou esse livro? – a pergunta do leitor

Uma leitora  do  blog enviou-nos  a  seguinte pergunta:  “Quando é usado esse / este,  isso / isto?”. Primeiro, devemos  nos  lembrar de que estes vocábulos são pronomes demonstrativos e servem  para  situar, no tempo e  no  espaço, a pessoa  ou coisa  a que  nos  referimos.  São pronomes  demonstrativos:  este / estes,   esse / esses,  aquele / aqueles,  isto, isso, aquilo.

Quando  somos  crianças, aprendemos  o uso  destes pronomes  de  modo  bem  simples: este,  esta e isto indicam  o que está perto de  quem  fala; esse, essa e isso, o  que  está perto da  pessoa  com  quem se  fala; aquele, aquela , aquilodenotam o que está distante de  quem  fala e  de quem  ouve. Observemos  os exemplos:

 

  1. Esta casa está cheia de  flores.
  2. Essa sua blusa é  muito  bonita.
  3. Aquele  apartamento foi posto  à venda.
Além de   indicar a  proximidade entre o falante  e  o objeto de que ele está falando, há  outros   usos que  devem ser  considerados. Os demonstrativos  servem, ainda, para indicar o  afastamento ou proximidade temporal, ou retomar   um  elemento citado  em   um   texto.
1º ) Emprego dos  demonstrativos  este, esta, isto indicam:
  • o que está perto da  pessoa  que fala:  Este  livro é  meu.
  • o tempo presente em  relação à  pessoa  que  fala: Esta  tarde está  belíssima.
  • retomada  de  algo dito anteriormente ou antecipação do que  vai ser  dito: “Que você seja  feliz, isto é o que lhe desejo.”;  “É isto o que  lhe desejo: que   você  seja  feliz!”

2º) Esse, essa e isso indicam:

  • o que está perto da  pessoa  a quem se  fala: Quem é essa  moça com  você?
  • o  tempo passado  ou  futuro com relação à pessoa  que  fala: “Bons tempos, Manuel, esses que  lá se  vão!”
  • Retomada de  um termo dito pelo  interlocutor:

– Não esqueça  de  tomar seus remédios.

– Já   fiz isso.
3º) Aquele, aquela e aquilo denotam:
  • o que está afastado tanto da pessoa que fala  como da  pessoa a quem se fala: “Quem aquele rapaz que vem  ali?”
  • um  afastamento  no tempo de  modo vago ou  uma época remota: “Naqueles  tempos,  Jesus estava reunido  com  seus  discípulos…”
Apesar  das  orientações da  norma culta, o que  se   vê por aí  é   o uso indiscriminado dos  pronomes demonstrativos esse e este,  isso e isto , nas referências a  outros  elementos no  texto escrito. Tal   uso  é   tão corrente,  principalmente no Brasil, que alguns livros  didáticos  já   não mostram  mais  as diferenças  aqui mencionadas.

Andréa Motta

Professora de Língua Portuguesa e Literatura no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. Professora voluntária de Língua Portuguesa e Redação no Pré-vestibular Comunitário Padre José Maurício Nunes Garcia.

Comentários

  1. Olá!

    Estou passando para lembrar sua participação na Blogagem Coletiva “Interlúdio com Florbela”, na próxima segunda-feira, dia 8 de dezembro. Noventa Blogs se inscreveram para participar, e como agradecimento pelo carinho de todos esses blogueiros, criei um espaço onde vou publicar todos os posts da Blogagem Coletiva, bem como o respectivo link do blog… Dá uma passadinha prá ver como vai ser, e aproveita para imaginar como vai ficar lindo o seu post por lá!

    Ah… e lembre-se: são 90 blogs participantes… pode ser que não consiga publicar o seu post logo na segunda-feira, mas vou fazer o possível para que, até terça-feira todos estejam postados…

    Espero que goste!
    Beijos!

    http://interludioemflorcomflorbela.blogspot.com/