ENEM 2016 – Questões comentadas: Arcadismo

O  estudante  que  prestou  o   Exame  Nacional do  Ensino Médio 2016 pela   primeira vez  em  2016  deve  ter  percebido  que a  prova não corresponde  à expectativa de quem  pensava ser suficiente apenas decorar  um monte  de  regras ou  conceitos.  O  candidato certamente notou  que o  ENEM —  assim  como  nas  edições  anteriores — exigiu   raciocínio  lógico e, no   lugar  da  “decoreba”, a  compreensão dos tópicos apresentados. É assim tanto para as  disciplinas  exatas quanto  para as  de humanidades. A prova de  Linguagens  e  códigos segue o  mesmo  padrão e um exemplo disso são as questões de  Literatura.  Abaixo, os leitores encontrarão a  análise da questão 132, cujo  tema era Arcadismo, expressão  literária do  século XVIII. Utilizo, aqui  no Conversa de  Português,  o caderno CINZA como referência  para o  gabarito.

QUESTÃO    132

Soneto  VII

Onde estou? Este sítio desconheço:
Quem fez tão diferente aquele prado?
Tudo outra natureza tem tomado;
E em contemplá-lo tímido esmoreço.

Uma fonte aqui  houve; eu  não  me esqueço
De estar a ela um dia reclinado:
Ali em vale um monte está mudado:
Quando pode dos anos o progresso!

Árvores  aqui vi  tão  florescentes
Que faziam perpétua a primavera:
Nem troncos vejo agora decadentes.

Eu me  engano: a região esta  não era;
Mas que venho a estranhar, se estão presentes
Meus males, com que tudo degenera.

(COSTA, C.M. Poemas. Disponível em  www.dominiopublico.gov.br. Acesso em 7 jul  2012)

No soneto de  Claudio Manuel da Costa, a contemplação da  paisagem permite  ao  eu  lírico uma reflexão em que transparece uma

(A) angústia provocada pela sensação de solidão.

(B) resignação diante das  mudanças do  meio ambiente.

(C) dúvida existencial em  face do espaço desconhecido.

(D) intenção de recriar o passado por meio da paisagem.

(E) empatia entre os sofrimentos do eu e  a agonia da terra.

Gabarito oficial: E

Comentário:

Assim como  nas  edições  anteriores,  a banca  não deixa  muito explícito  qual é  o  tema da  questão, mas  o   leitor que   fizer  a  leitura  com  atenção concluirá que  o  tema é o  Arcadismo.  Claudio Manuel  da Costa — autor do poema  —   é um dos  principais escritores daquele  movimento  literário.

O texto de  Claudio é representativo de  algumas  das  características  árcades: o fugere  urbem, o  bucolismo e locus amoenus, presentes no retorno ao  campo  e  no desejo explícito de  vida tranquila que  outrora o eu   lírico  vislumbrara (“Uma  fonte aqui  houve”; “Árvores aqui vi florescentes”)O desejo de  tranquilidade se  contrapõe à realidade, uma vez que  o  eu  lírico demonstra  ter encontrado  um lugar  diferente  daquele  guardado em  sua  memória (“Eu me  engano: a região esta  não era; / Mas que venho a estranhar, se estão presentes /Meus males, com que tudo degenera.”).

Links para estudo:

ENEM 2015 –  Questões comentadas: Arcadismo

O  que  é Arcadismo?

Andréa Motta

Professora de Língua Portuguesa e Literatura no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. Professora voluntária de Língua Portuguesa e Redação no Pré-vestibular Comunitário Padre José Maurício Nunes Garcia.