ENEM 2014 – Questões comentadas: Barroco

Na série ENEM – Questões  comentadas,  apresentamos as  questões  aplicadas no  Exame  Nacional do  Ensino  Médio e mostramos – a  partir  da  matriz de  referência do  INEP –  quais  as  competências  e  habilidades correspondentes. Hoje,  analisamos  o item  111, aplicado no ENEM 2014.  A estrutura é a seguinte: apresentação da questão, competência e habilidade, gabarito oficial, comentário e link para estudos. Utilizamos o caderno rosa como referência.

Questão  111

Quando Deus redimiu da tirania
Da mão do Faraó endurecido
O Povo Hebreu amado, e esclarecido,
Páscoa ficou da redenção o dia.

Páscoa de flores, dia de alegria
Àquele povo foi tão afligido
O dia, em que por Deus foi redimido;
Ergo sois vós, Senhor, Deus da Bahia.

Pois mandado pela Alta Majestade
Nos remiu de tão triste cativeiro,
Nos livrou de tão vil calamidade.

Quem pode ser senão um verdadeiro
Deus, que veio estirpar desta cidade
o Faraó do povo brasileiro.

 

(DAMASCENO,  D. Melhores  poemas: Gregório de  Matos. São Paulo: 2006)

Com uma  elaboração de   linguagem e uma visão  de  mundo  que  apresentam  princípios barrocos, o   soneto de  Gregório de  Matos apresenta  temática expressa  por

(A) visão cética  sobre as relações  sociais.

(B) preocupação com  a identidade  brasileira.

(C) crítica  velada à forma de governo  vigente.

(D) reflexão sobre dogmas do  Cristianismo.

(E) questionamento das  práticas  pagãs  na Bahia.

Gabarito oficial: C

Competência de área 5 – Analisar, interpretar e aplicar recursos expressivos das linguagens, relacionando textos com seus contextos, mediante a natureza, função, organização, estrutura das manifestações, de acordo com as condições de produção e recepção.

H15 – Estabelecer relações entre o texto literário e o momento de sua produção, situando aspectos do contexto histórico, social e político.

Comentário:

O  texto de  Gregório de  Matos  apresenta uma intertextualidade clara com  as  Sagradas Escrituras. Para  resolver  a  questão, o  candidato  deve recordar as  características  da poética  daquele escritor. O  poeta  barroco  utilizava  sua   literatura como meio de criticar a  sociedade de sua  época, ainda  que o   fizesse  por  meio de  metáforas, como  ocorre no texto acima.

Aprofunde  os  estudos:

Gregório de Matos e o Barroco

 

Andréa Motta

Professora de Língua Portuguesa e Literatura no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. Professora voluntária de Língua Portuguesa e Redação no Pré-vestibular Comunitário Padre José Maurício Nunes Garcia.