Você concorda em gênero, número e grau?

É  bastante comum,  em  uma conversa,  alguém  dizer “Concordo com você  em gênero, número e  grau!”. É uma metáfora para demonstrar que se está plenamente de  acordo com o que  foi dito pelo outro. Você  sabe  por que, do  ponto de vista gramatical,  esta  frase é  um equívoco?

 Nos  estudos linguísticos,  concordância  é um fenômeno morfossintático. Sintático, pois diz  respeito à  relação entre os vocábulos, e  morfológico porque  a  forma de  estabelecer  esta relação é reiterando noções gramaticais por  meio dos  elementos  mórficos . A   gradação é um fenômeno  semântico, que pode se materializar morfologicamente (“lindinho”)  ou sintaticamente (“muito lindo”).   Não há  concordância de  grau,  pois esse  não  precisa  ser reiterado por nenhum  outro elemento como acontece  na  concordância. Podemos dizer “casinha”, mas  não precisamos adjetivar  com  uma palavra  em  grau   semelhante (“casinha branquinha”);  podemos, ainda,  dizer “casarão  branquinho”, em que  substantivo e  adjetivo  são usados  em  graus diferentes.*

Quando falamos em  concordância,  devemos pensar em concordância nominal concordância  verbal. No primeiro caso,  significa  que o numeral, o  artigo,  o adjetivo e o pronome concordam em gênero e número com o substantivo a que se referem (Esta  é a  regra  geral e  já a abordamos em diversos textos!) No segundo,  entendemos  que o verbo concorda em número com o sujeito da oração (Veja o que já explicamos em outros  artigos.) Preste atenção aos  exemplos:

Concordância  nominal: “Compramos  aquelas bonitas  blusas  azuis.”  Note que  o  pronome demonstrativo e  os adjetivos concordam  com  o substantivo BLUSAS.

 

Concordância verbal:” As  meninas  chegaram agora da praia. “Observe que o sujeito da oração (as meninas) concorda em  número (plural)  com o verbo (chegaram).

 A gradação envolve duas categorias gramaticais: substantivo e adjetivo. Ela indica se um substantivo foi apresentado no aumentativo ou  no  diminutivo  e  se  um adjetivo  é  comparativo ou  superlativo.

Graus do substantivo:

Cunha e Cintra (2008) dizem  que um substantivo  pode  apresentar-se  das  seguintes formas:

  • significação  normal: chapéu,   boca
  • significação exagerada ou  intensificada: chapelão,  bocarra; chapéu  grande,  boca  grande.
  • significação atenuada ou  valorizada  afetivamente: chapéu pequeno, boca  minúscula; chapeuzinho,  boquinha.

Graus do adjetivo: 

São dois  os  graus do adjetivo: comparativo e  superlativo.  Como  os  termos  indicam, esses  graus apresentam uma  comparação entre  termos e a  intensificação de  uma característica, respectivamente. O aprofundamento sobre  cada  um deles  ficará para   outro  texto;  nosso  objetivo  hoje é  observar as  características  gerais.

  • Grau  comparativo: Indica uma  determinada qualidade em  grau superior, igual  ou  inferior. Veja os  exemplos:

Carlos  é  mais  inteligente do que Abel. (Comparação entre  dois seres.)

Carlos é mais esforçado do que  inteligente. (Comparação entre  duas  qualidades do mesmo ser.)

  • Grau superlativo: Pode indicar que determinado ser apresenta alto grau de determinada qualidade (superlativo absoluto) ou apresenta uma característica que se  sobressai em  grau   maior ou  menor na totalidade dos seres. Veja:

 

Carlos  é inteligentíssimo. (Superlativo absoluto)

Carlos é  o mais inteligente do colégio. (Superlativo relativo)

    Veja mais  no   blog: Simulados

 

*Atualizado em 10/09/2014: Agradecemos ao professor  Mauro Rocha,  que   nos sugeriu algumas alterações  em  nosso texto.

Referências:

CUNHA, C; CINTRA, L. Nova gramática do  português contemporâneo. 5. ed. Rio de Janeiro:  Lexikon, 2008.

Andréa Motta

Professora de Língua Portuguesa e Literatura no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. Professora voluntária de Língua Portuguesa e Redação no Pré-vestibular Comunitário Padre José Maurício Nunes Garcia.

Comentários

  1. grau tem apenas quando sofre gradação?Acho que entendi agora. Vou dar-lhe um exemplo e diga se está certo.
    As meninas(genero e número, pois está no plural) são lindinhas (grau, pois lindinha é gradação de linda?).