“Jorge, o dragão e o cavaleiro que sabia voar”: literatura de cordel para crianças

Em 2012, eu iniciei  com  duas  alunas, no Instituto  Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro,   uma pesquisa sobre literatura de  cordel:   A literatura de cordel como patrimônio cultural: a produção fluminense do século XXI. No projeto inicial, objetivamos analisar a literatura de cordel como patrimônio imaterial e propusemos o estudo sobre a história da literatura de cordel desde sua origem na literatura medieval portuguesa, sua fixação no nordeste brasileiro e a identificação dos cordelistas fluminenses (entendendo-se por fluminense o indivíduo nascido no estado do Rio de Janeiro e sua produção), bem como o papel do produtor cultural como divulgador de literatura popular e promotor de ações que visassem à divulgação e à formação de público para esse gênero literário. O projeto prolongou-se  por  mais  duas  fases e, nesse  processo, eu  conheci o  trabalho de  Victor  Alvim. Ele, que assina  com o   pseudônimo Lobisomem e ocupa a cadeira 27 da Academia Brasileira de Literatura de Cordel,  foi tema  da última etapa do trabalho.

Infelizmente, o  projeto de pesquisa teve de  ser interrompido, mas a fase final recebeu o  título de  Literatura de cordel como  patrimônio cultural: a produção de Victor Alvim, o Lobisomem.  No projeto de pesquisa, eu  escrevi  que — por  não ter se afastado de sua  cidade — ao contrário dos  poetas  nordestinos  residentes  no  estado (Mestre Azulão, Dalinha  Catunda, Rosário Pinto e tantos  outros),  Lobisomem não precisava retornar “às suas raízes  para  buscar inspiração”. Eu  ouso  dizer  que  o leitor atento  perceberá  que  Victor  escreve  sobre si  mesmo: suas  influências musicais, o respeito imenso  por  seu  mestre de  capoeira e, acima de  qualquer outra  coisa, a  sua fé!

Foi a sua devoção   que  o  motivou  a compor canções em  homenagem  a  São  Jorge e é a  mesma que  o  inspirou  a produzir  mais  um livro: Jorge, o dragão e o  cavaleiro que sabia  voar.  Não  é o  seu   primeiro livro infantil;  ele  já  havia  escrito  antes o  ABC da capoeira para  crianças ( com primeira  edição em  2007,  pelo  Projeto Capoeira Viva, e  a segunda em  2013, com  ilustrações do  desenhista português  Rui  Apolinário).

O livro está  em fase de pré-venda e eu  tive a honra de  lê-lo. O  autor  criou no  Facebook  uma  página para divulgar a  publicação do  livro e os valores para quem quiser adquirir  o  livro antecipadamente.  A obra  será  oficialmente  lançada no  dia 23 de  abril. O  motivo? É dia de  São  Jorge! Confira abaixo os  valores para  compra.

 

Os valores sugeridos são:

R$ 100,00 – 4 livros

R$ 200,00 – 10 livros

R$ 500,00 – 25 livros

R$ 1.000,00 –50 livros

O pagamento pode ser efetuado através de depósito bancário ou outras formas a combinar.  Nas compras acima de 50 exemplares, há a possibilidade de uma tarde de autógrafos com o autor, a combinar de acordo com disponibilidade de datas. Para  saber  mais  sobre o   livro e entrar em contato com o  autor,  visite a  página do  projeto no Facebook. Clique  AQUI.

 


Não  quer  perder  nenhuma  novidade do Conversa de  Português?Cadastre-se para receber nosso boletim semanal ou  participe do  nosso grupo no  Telegram e seja um dos  primeiros a ler nossos textos.

Gostou? Divulgue!

Andréa Motta

Professora de Língua Portuguesa e Literatura. Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro.