0002233103LL-849x565

Como fazer um bom resumo?

3 17086

Há diversas situações em que precisamos elaborar um resumo: contar um capítulo da novela para uma amiga, indicar um livro a alguém, realizar uma tarefa pedida pelo  professor, submeter um trabalho a uma comissão julgadora. Em cada um desses exemplos, é  preciso  sintetizar aquilo que  lemos  ou  vimos; no entanto, alguns precisam  ser mais elaborados do que outros. Como  fazer, por exemplo,  um bom resumo  escolar ou  acadêmico? Quais são  os detalhes que  não  podem  faltar?

Características de um bom resumo:

Correção gramatical –  Releia o  seu texto para  ver se não  há nada estranho; confira a ortografia, a coerência interna, a coesão. Se possível, leia-o  em  voz alta, o  que  pode ajudar na hora de  perceber algumas coisinhas fora do lugar. 

Indicação de dados sobre o texto resumido – Autor e título são as informações básicas; portanto,  não podem ser esquecidas. Também é recomendável indicar a editora,  o ano de publicação e o  gênero da obra. 

Apresentação das ideias principais e a relação entre elas – O  resumo  não  é  um amontoado de frases soltas.  Considere argumentos, justificativas, conclusões, teses. Uma das maneiras de estabelecer tais relações é o uso de conectivos ou  organizadores textuais. Em língua portuguesa, há  aqueles que indicam contraste de ideias, os que introduzem conclusões, causas, entre outras ideias.

Menção ao autor do texto  resumido – O resumo é sempre um texto sobre outro  texto e é preciso que  isso  fique  muito claro para o  leitor. Assim, é  necessário  que  o autor da obra original  seja  mencionado de  diversas formas. Para isso,  podemos utilizar a substituição de termos por outros equivalentes.

Menção a diversas ações do  autor – Referência a seus questionamentos, debates e explicações. Utilizamos verbos como definir, classificar, enumerar, argumentar, incitar, levar a, abordar, enfatizar, ressaltar.

 

O que NÃO deve aparecer em  um resumo:

  1. Comentários pessoais misturados aos dados do  texto.
  2. Texto incompreensível, confuso e  que  não permite que o  leitor compreenda a ideia central da obra original.
  3. Transcrição de trechos do  texto original.

 Avalie seu resumo:

Após  escrever seu texto, releia-o e  veja se atende  aos seguintes critérios:

  1.  O  resumo  apresenta de  maneira clara as  informações básicas como o nome do  autor original e o  título  da obra resumida?
  2. Ele é  adequado ao objetivo da atividade proposta (um resumo acadêmico, por exemplo)?
  3. O texto está  adequado ao destinatário (o professor, o leitor de um site, o  avaliador de uma publicação)?
  4. As informações selecionadas são  as mais relevantes?

 

Tagged with:
Andréa Motta

Professora de Língua Portuguesa e Literatura. Especialista em Teoria Literária pela UERJ. Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro.

View all contributions by Andréa Motta

Website: http://conversadeportugues.com.br/sobre/

Artigos relacionados

3 Comentários

  1. Thais Bitencourt 5 de novembro de 2014 at 14:16

    Ótimas dicas!

  2. Júlia 13 de março de 2015 at 15:21

    E se for falas de outras pessoas que o autor citou no texto? Ou uma frase da pessoa que é o próprio assunto do texto?

    • Andréa Motta 13 de março de 2015 at 21:22

      Júlia, no resumo não há transcrição do texto resumido. Você deve apenas parafrasear o texto; ou seja, escrever com as suas palavras.

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Notifique-me de novos comentários via e-mail. Você também pode se inscrever sem comentar.

Professores na web

Propriedade

MyFreeCopyright.com Registered & Protected