QUE conjunção

No  texto Ainda sobre o quê, explicamos os usos da palavra “que” como  pronome.  Hoje, abordaremos  sua aplicação como conjunção coordenativa e subordinativa.

Assim como as preposições, as conjunções não desempenham função sintática na oração. Elas servem  apenas para ligar termos de mesmo função sintática ou  orações de um período composto. Por essa razão, são chamadas de conectivos.

conjunção

Vejamos os usos da conjunção QUE:

1. Conjunção  coordenativa

– Aditiva: Falam que falam e  nada resolvem.

– Explicativa: Venha imediatamente,que sua presença é  fundamental.

– Adversativa: Esperava que outro, que não você, cometesse tal  erro.

2. Subordinativa adverbial. Introduz as seguintes orações:

– Causal: Não espere que não irei à festa.

– Temporal: Aberta que foi a reunião, o diretor anunciou  as mudanças na empresa. (= Assim que foi aberta…/ Quando  foi aberta…)

-Final: Faltou  muito que o bandido fosse expulso. (Que = para que)

– Comparativa:  A menina mostrou-se mais forte que pensávamos. (do que)

-Condicional:  Ela não participou  da festa, mas, que fosse seria bem recebida. (= se fosse)

– Consecutiva: O aluno  esforçou-se tanto que foi  aprovado.

– Concessiva: Por muito que se explicou, não foi foi  convincente.

3. Subordinativa integrante. Introduz as seguintes orações substantivas:

– Subjetiva:  É urgente que você compareça ao escritório.

– Objetiva direta: O Papa  Bento XVI anunciou que renunciará.

– Objetiva indireta:  Não me esqueço de que  meus amigos estiveram  em  minha casa.

– Completiva nominal: Estou  certa de que tudo dará certo.

– Predicativa: A verdade é que todos gostam  daquele ator.

– Apositiva: Nós temos um sonho: que a fome do  mundo acabe.

Consulte também:

BECHARA, E. Gramática escolar da língua portuguesa. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2010.

CUNHA, C; CINTRA, L. Nova gramática do  português contemporâneo. 5. ed. Rio de Janeiro:  Lexikon, 2008.

 

 

Andréa Motta

Professora de Língua Portuguesa e Literatura no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. Professora voluntária de Língua Portuguesa e Redação no Pré-vestibular Comunitário Padre José Maurício Nunes Garcia.