Conecta – Vamos fazer a ponte?

O  Evento Conecta 2012 começou ontem, 21 de  novembro, e eu  já publiquei as minhas  impressões sobre o  seminário no texto Conecta – como unir educação e tecnologias? O segundo  dia  começou com a esperadíssima conferência do  educador  português José  Pacheco, cujo  tema foi “Novas tecnologias e  comunidades de aprendizagem”.

Conferência do professor José Pacheco. Foto: Andréa Motta (22/11/2012)
Conferência do professor José Pacheco. Foto: Andréa Motta (22/11/2012)

O professor é mundialmente conhecido  por  seu trabalho  à frente da Escola Básica da Ponte, situada na cidade do  Porto (Portugal). A escola  ficou conhecida  por seu método revolucionário de ensino: os alunos não são separados em turmas, não há  salas de aula e o processo educativo acontece  pela cooperação entre todos os indivíduos.  No lugar das classes, há  espaços de colaboração onde são disponibilizadas diversas fontes de  conhecimento. Nós, que  esperávamos ouvir uma palestra, fomos surpreendidos pelo  professor: “O que vocês querem  perguntar? Se não perguntarem, eu não vou falar nada, porque estou aqui para conversar com vocês!”

DSCN0687
O professor respondeu às perguntas dos educadores da plateia. Foto: Andréa Motta (22/12/2012)

Em sua conversa sobre educação, o  professor português demonstrou  conhecimento sobre a história do Brasil e respondeu perguntas sobre homeschooling, educação a distância e formação do professor. Pacheco declarou-se contra a prática de educação domiciliar: “Eu não sou adepto do homeschooling. Eu defendo  que  deve continuar a  haver a escola. E o  homeschooling não  é nada mais do  que um desfazer-se da instituição” – disse o educador em resposta a um professor que estava na plateia.  O coordenador da Escola da Ponte também  questionou  o  conceito de  educação a distância; em sua opinião, se  há  duas pessoas interagindo  por meio de  um computador “não existe educação a distância; existem  duas pessoas que interagem de lugares diferentes”.

Após a conferência, o professor participou de uma mesa de debates com  três educadoras brasileiras. A mesa, moderada pela jornalista Cora Rónai, teve a participação também de Andréia Vitorino, coordenadora de informática na Escola Instituto Monsenhor Hipólitos em Picos (Piauí); Cristiana Mattos, coordenadora de Tecnologia Educacional no Colégio Bandeirantes e membro de  organizações como o  Horizon Report Brasil 2012; Gisele Cordeiro, professora da rede municipal do Rio de Janeiro  e pesquisadora do  grupo Observatório Educação e  Cidade (UFRJ/PUC).

Professor Pacheco e as educadoras brasileiras. Foto: Andréa Motta (22/11/2012)
Professor Pacheco e as educadoras brasileiras. Foto: Andréa Motta (22/11/2012)

Assim como  aconteceu  na mesa redonda do  dia 21,  os debatedores também abordaram  a  formação do professor. Pacheco  lembrou que é  preciso  haver a transformação desse profissional e a recepção às novas tecnologias; lembrou, no entanto, que não adianta ter laboratórios de informática se o  aluno não tem autorização pra usar em  seu  tempo  livre para buscar coisas de seu  interesse.

Cora Rónai, jornalista de O Globo, foi mediadora do debate. (Foto: Andréa Motta)
Cora Rónai, jornalista de O Globo, foi mediadora do debate. (Foto: Andréa Motta)

O que  fez um aluno ir embora da escola? Cora lembrou  que  a  transmissão de determinados  conteúdos  tornou-se  obsoleta, uma vez que  o  aluno  não reconhece mais  a aplicação prática de tais conhecimentos, mas  ao  mesmo  tempo  tem o  desejo de conhecer  novas coisas. “Os alunos  têm sonhos, mas  a escola  não contribui para que estes se realizem” – afirmou o professor José  Pacheco, em  resposta à moderadora.  As professoras relataram  experiências de sucesso em  suas escolas e o professor  apresentou  o caso do  Projeto Âncora, desenvolvido na cidade de Cotia,  interior de  São Paulo.  Após  o  debate, os professores permaneceram no  auditório e conversaram com a imprensa  e com as professoras  do Grupo Blogs Educativos (Eu, Jenny  Horta e  Denise Vilardo).

Gostou? Divulgue!

Andréa Motta

Professora de Língua Portuguesa e Literatura. Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro.

Comentários

  1. Olá Andréa,

    Cheguei a inscrever-me para assistir online, mas infelizmente não consegui. Vim aqui para conferir tuas impressões sobre o evento e saio realmente encantada. adorei a atitude e as ideias do professor José Pacheco.

    Grata por compartilhar!

    aproveito a oportunidade para dizer que ondem foi dia de indicação lá em meu blog e fiz questão de indicar teu blog. Quando puder passe por lá para conferir!

    http://trasnformandovidas.blogspot.com.br/2012/11/nossa-indicacao.html

    bjos