Houve ou houveram?

“Está  correta  a  forma ‘houveram’?” foi a  pergunta enviada por  um leitor. Não, essa  forma  não está correta e já escrevemos  sobre esse  verbo  aqui  no  Conversa de Português,  mas é sempre  bom  lembrar.

 

A regra geral da concordância verbal  diz que o  verbo concorda com o seu sujeito, porém esta regra  não  se aplica ao verbo haver, quando ele substitui o   verbo existir em  uma oração. Neste caso,   o verbo é   impessoal.  Assim   não se  diz “Houveram problemas”, mas “Houve problemas”. Note que ao trocarmos o verbo  haver por existir, esse deve  ser  flexionado normalmente: “Existiam problemas” e “Existiam  pessoas  na sala”.

 

Observemos,  ainda, que numa locução   verbal em  o  verbo haver é  o  verbo principal, o verbo  auxiliar assume a impessoalidade do principal.

 

Deve haver  reuniões na  próxima semana.

 

Quando, ao  contrário, o   verbo   haver é  o  auxiliar na locução  verbal, este flexiona.

 

Há de  surgir uma  pessoa bondosa.

 

Hão de surgir pessoas bondosas.

 

Havia aparecido uma   mancha de  óleo.

 

Haviam  aparecido manchas de óleo.

 

Leia mais  no blog:

“A maioria de”: como concordar tal expressão?

Você concorda em gênero, número e grau?

 

Um comentário em “Houve ou houveram?

Deixe uma resposta