Quando usar aspas?

“Quando  devemos  usar aspas? Depois de aspas usamos  maiúsculas?” foram as  perguntas enviadas por um leitor do  Conversa de Português.  Eu imediatamente respondi que o uso  das maiúsculas  não está relacionado  às aspas, mas a regras próprias , como  já  publicamos no  texto Iniciais maiúsculas, um dos primeiros publicados aqui  no  blog.

As aspas devem  ser usadas nos seguintes casos:

  • Em transcrições  textuais. “Um país se faz com  homens e livros” (Monteiro  Lobato)
  • Realce de nomes de obras de arte ou  publicações (livros, jornais, revistas). Casos em  se pode usar itálico em lugar das aspas. Eu gosto da “Monalisa”, de Leonardo  Da Vinci.
  • Caracteriza nomes, intitulativos, apelidos. Viajou no “Almirante Tamandaré”. “Desde os cinco  anos merecera a alcunha de ‘menino diabo'” (Memórias Póstumas de Brás Cubas).
  • Marcam  expressões, vocábulos, palavras, letras (substantivadas pelo  contexto) citadas ou exemplificadas. Encerrou  o  poema com  um “nunca mais” cheio de amargura.
  • Separam neologismos, estrangeirismos ou quaisquer palavras estranhas ao contexto da língua portuguesa.   O menino caiu  quando andava de “skate”.
A respeito  do uso de pontuação junto às aspas, diz o  Vocabulário  Ortográfico da Língua Portuguesa (2009, LXXXIII): “Quando  a pausa coincide com o  final  da expressão ou sentença que se acha entre as aspas, coloca-se o competente sinal de pontuação depois delas, se encerram apenas uma parte da proposição; quando, porém, as aspas abragem  todo o  período, sentença, frase ou  expressão, a respectiva notação fica abrangida por elas”.

 

Leia mais no  blog:

Estrangeirismos 

 

 

Compartilhe! Divulgue!

Andréa Motta

Professora de Língua Portuguesa e Literatura. Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro.

Comentários

  1. Obrigado pela atenção!
    Mas posso usar aspas como moldura em citações pessoais,ou pensamentos?

    Ex: post no facebook,

    “Os dias são longos,
    Mas os meses são curtos!
    Não vejo as horas,
    Mas percebo os minutos!”

    Pelo que entendi as aspas são usadas quando em citações de terceiros e não próprias…

    Qual o tamanho desse erro das aspas em citações pessoais?

    Muito obrigado!
    Abraço.

  2. Olá!
    Surgiu uma dúvida quanto ao uso de aspas em nomes de instituições, como por exemplo em nomes de escolas( EX: Escola de Educação Básica “…”), você podeira me ajudar? Afinal, não achei nada sobre. Obrigada!

  3. É errado utilizar aspas em nomes de escolas? Por exemplo, se eu escrever assim:
    E.M “Alfredo Martins Pena”, estaria incorreto o emprego das aspas aqui?

  4. mesmo a citacao sendo minha, posso optar em usar as aspas? como se fosse uma forma de destacar e não de falar que nao é de minha autoria. O contexto é meu convite de casamento, que no inicio colocarei uma frases que fiz mesclando outras frases ja existentes, entao estou na duvida se uso ou nao as aspas, pois apesar de eu mesma ter elaborada a frase, gosto do aspecto visual das aspas no inicio do convite.

  5. Oi! Estou com uma dúvida específica e enorme sobre aspas… No meu TCC tenho que usar o sistema autor-data. Minha dúvida é essa: “Frase completa, ponto dentro.” (FULANO, 2011, p.10). Esse último ponto, depois do “p.10)” existe?? Como é o correto nessa situação?? Obrigada desde já!

  6. Olá! Gostaria de saber como proceder num texto em que destaco uma palavra por aspas para indicar que seu uso está sendo usado fora do seu contexto habitual. Tenho que utilizar as aspas todas às vezes que tal palavra aparecer? Costumo destacar somente na primeira primeira vez e depois deixo sem aspas, pois acho que polui o texto. Há alguma regra de padronização para isso?

  7. Em uma citação direta, de período iniciado com maiúscula, preserva-se a inicial maiúscula após as aspas? Exemplo:
    … e reitera o autor que “Toda escola concebida pelo construtivismo…”
    Este correto o uso de maiúscula nesse caso? Grato pela atenção.

    1. Fernando, no exemplo que você citou, não cabe o uso da inicial maiúscula, visto que era a continuidade do que você escrevera antes. Obrigada por visitar o blog!