A sós – a dúvida do leitor

Na locução “a sós” não  ocorre crase, por quê?
N.S.S.

ilha_deserta

A  leitora N.S.  enviou-nos  várias  perguntas sobre o  uso do acento   indicativo de  crase e uma delas é a que motivou  este post: “na locução ‘a sós’ não ocorre crase, por quê?”. A fim de responder rapidamente às  perguntas  da leitora,  eu   lhe  enviei  os  links  dos outros  textos aqui  publicados sobre  o mesmo  assunto.   É preciso lembrar, então, quando  tal fenômeno  ocorre e o que significa a expressão “a sós”.
Vejamos  como  as gramáticas definem a crase  e o  que  já foi  publicado  aqui:
Crase é  fenômeno fonético  que  ocorre devido à  contração de duas  vogais idênticas; neste caso, o  artigo  feminino A e a  preposição A. Na  língua  portuguesa, tal  fenômeno é  indicado  graficamente pelo acento grave ( ` ).
Quem determina se  ocorre  crase ou não  é  a palavra anterior  ao A, de acordo  com  sua  regência; ou seja,  é o verbo ou  mesmo  um nome (termo que abrange, em gramática, os substantivos, advérbios  e adjetivos) que  indicará se há necessidade de  uma preposição ou  não. O item da   gramática que   aborda esse  assunto  é chamado  de   regência verbalregência  nominal.
A sós é  uma  expressão  invariável e  significa  sozinhos. A crase  não acontece,  pois a  expressão  contém  apenas a  preposição A:  Nós queremos  ficar a sós (Nós queremos   ficar sozinhos).

Leia mais sobre a crase:

 

Andréa Motta

Professora de Língua Portuguesa e Literatura no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. Professora voluntária de Língua Portuguesa e Redação no Pré-vestibular Comunitário Padre José Maurício Nunes Garcia.