Onomatopeia

0 84

Zero

O  termo “SLAM”, no quadrinho do Recruta Zero, é uma onomatopeia, pois representa, na escrita, o som produzido pela  personagem ao bater o telefone. As onomatopeias são palavras  formadas com o objetivo de  imitar determinados sons: gritos, barulhos de máquinas, sons da  natureza, o timbre da voz  humana,  “vozes” dos animais. Esses recursos são muito explorados nas histórias em quadrinhos, nos produtos comerciais e  nomes de lojas.
A onomatopeia é  um  processo de formação de palavras, assim como a derivação e a composição. O professor  Luiz Roberto Wagner, em  seu artigo A onomatopeia comercial, publicado pela Revista Língua  Portuguesa, afirma que há  aquelas “puras” e outras “vocalizadas”; as primeiras se destinam à  imitação dos sons e as demais são  já foram de tal  modo incorporadas à língua que obedecem regras de ortografia e podem ser classificadas morfologicamente. Como exemplos, pode-se  citar, para o primeiro caso  o “tic-tac” do relógio, o “trimmm” do   telefone; para o  segundo, temos miar, tilintar, cacarejar (verbos   formados a partir de sons onomatopaicos).

Luiz Fernando Veríssimo explora esse recurso linguístico em  seu texto Tintim, na coletânea Comédias para se ler na escola:

Durante alguns anos, o tintim me intrigou. Tintim por tintim: o que  queria dizer aquilo? Imaginei que  fosse uma  misteriosa medida de outros tempos que sobrevivera ao sistema métrico, como a  braça, a légua etc. […] Está no Aurelião. Tintim, vocábulo onomatopaico que evoca o  tinido das moedas. Originalmente, portanto, “tintim por tintim” indicava um pagamento  feito minuciosamente, moeda por moeda. (VERÍSSIMO, 2001)
poema_futurista Poema  futurista. F.T. Marinetti.

Observe, com atenção, o poema futurista de Felippo  Tommaso Marinetti e tente lê-lo em  voz alta.  Uma das características do poeta era a construção  de poesias sonoras que  representavam o som das  tempestades, do  ruído das máquinas e  tudo o  que  pudesse ser imitado por meio da escrita

Já conhece nossa página de fãs no Facebook?

Andréa Motta

Professora de Língua Portuguesa e Literatura. Especialista em Teoria Literária pela UERJ. Mestranda em Estudos da Linguagem pela Universidade Federal Fluminense. Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro.

View all contributions by Andréa Motta

Website: http://conversadeportugues.com.br/sobre/

Similar articles

Não conseguiu comentar com a conta do Facebook? Comente aqui!

Professores na web

Propriedade

Protected by Copyscape Duplicate Content Penalty Protection

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.