Nada na língua é por acaso

Na  última segunda-feira, dia 7 de junho, a  coluna Sugestão Bibliográfica foi  publicada  com uma  novidade: a participação de profissionais de Letras e suas indicações de leitura. A  estreia da  nova  fase da coluna  foi marcada  pela indicação  da  professora Renata Ramalho, que sugeriu o livro Capitu. Hoje, a indicação  vem de Maria Lúcia Marangon, que  também  escreve sobre  língua  portuguesa no Blog da Maria Lúcia.  Maria Lúcia  é pós-graduada em Linguística e há dezoito anos leciona  língua portuguesa.

Nada_na_língua
BAGNO, Marcos. Nada  na língua  é  por acaso – Por uma pedagogia da variação linguística. São Paulo: Parábola, 2007.  240p.
Apresenta os fundamentos necessários para que professores em atuação e em formação possam abordar conceitos como variação e mudança, norma-padrão e norma culta, estigma e prestígio, letramento e oralidade, entre outros. Discute os principais conceitos da Sociolinguística e propõe atividades práticas para o tratamento da variação linguística em sala de aula.

Leia  também:

A língua de Eulália

 

Andréa Motta

Professora de Língua Portuguesa e Literatura no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. Professora voluntária de Língua Portuguesa e Redação no Pré-vestibular Comunitário Padre José Maurício Nunes Garcia.

Comentários