Eufemismo

HAGAR-casa

Eu e  minha turma do primeiro ano  do  Ensino Médio lemos, na  semana  passada, alguns textos, a fim de  conversarmos  sobre o  uso das figuras de  linguagem utilizadas e uma delas  foi  o eufemismo. Você  sabe  o que é?

Usamos   eufemismos sempre que usamos uma  palavra ou expressão  em   lugar de outra que consideramos  desagradável  ou  chocante.  É o que acontece quando substituímos “morrer” por “partir desta para  melhor”, “ir para junto de Deus”, “descansar” e outras expressões  semelhantes. Machado de Assis, na  obra Dom Casmurro,  escreveu “Os amigos que me restam são de data recente; todos os antigos foramestudar a geologia dos campos santos.”

Eu levei para a sala  de   aula  o  excelente texto Tempos de Eufemismo, de Luiz Costa Pereira Júnior, publicado  pela Revista Língua Portuguesa em janeiro de  2009. No artigo, o  autor analisa os eufemismos divulgados pela imprensa em  2008:  da estatização  do CitiGroup à crise econômica  mundial. Para  ler  o   texto de Pereira Júnior, clique  AQUI.

 

Andréa Motta

Professora de Língua Portuguesa e Literatura no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. Professora voluntária de Língua Portuguesa e Redação no Pré-vestibular Comunitário Padre José Maurício Nunes Garcia.

Comentários

  1. Eufemismos: "Você sempre falta com a verdade" em lugar de "Você é mentiroso". "Ele subtrai bens alheios" em lugar de "Ele é ladrão".
    Andréa, uma feliz Páscoa para você também e obrigada pela força que tem me dado.
    A propósito, a charge no "new portuguêis" é de um cartunista daqui de Juiz de Fora, o Bello. Ele é muito conhecido principalmente pelas suas charges políticas e já possui mais de 30.000 charges no seu currículo. Beijos!

  2. Sinto-me em casa. Que bom.

    Um pequeno contributo.

    Figura de estilo com que se disfarçam as ideias desagradáveis por meio de expressões mais suaves (ex.: ir para o céu em vez de morrer). ≠ DISFEMISMO