“Faz cinco anos…” – um caso de concordância

 

foto: Dan Shirley

 

Concordância   verbal é   um  dos  aspectos  da língua portuguesa que  mais  causam  confusão. Bastante comum é a frase “Fazem cinco anos que nos conhecemos“. No entanto, ela apresenta um equívoco: o verbo FAZER, nas indicações de tempo, não  pode ser usado em sua forma plural; o correto é que se diga simplesmente “Faz cinco anos que nos conhecemos”.
O mesmo ocorre com o verbo HAVER: “Há cinco anos que nos conhecemos”. É por isso, também, que o verbo SER presente na expressão “Era uma vez” dos contos de fadas também é usado no singular, não importando a expressão numérica que o acompanhe:”Era uma vez Chapeuzinho Vermelho“, “Era uma vez os três porquinhos“. Estes  verbos  são  chamados de   impessoais e só devem  ser usados  na terceira pessoa  do singular.

 

Andréa Motta

Professora de Língua Portuguesa e Literatura no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. Professora voluntária de Língua Portuguesa e Redação no Pré-vestibular Comunitário Padre José Maurício Nunes Garcia.

Comentários

  1. Parabéns por mais um trabalho, ou seria o seu mais novo filho? (risos…) de cara acho que vou gostar bastante desse novo blog.
    Sucesso e vida longa.

  2. Plutão, obrigada pela visita!

    Vinícius, você tem razão: isto foi tema da aula na semana passada! Já fui olhar seu blog e coloquei o link aqui no Conversa de Português. Boa semana!

  3. Andréa parabéns por sua iniciativa em levar de uma forma clara e didática questões importantes de nossa gramática. Esse blog é uma perola para nos blogueiros.
    Um forte abraço do teu amigo virtual.
    Evaldo